sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

A falta de assessibilidade das estações do metrô de Paris

Estação Parmantier, linha 3 do metrô de Paris
A falta de mobilidade nos metrôs parisienses causa espanto em turistas do mundo inteiro. São poucas as estações onde você encontra escadas rolantes e elevadores. Aqui em Paris, utilizar o metrô como transporte para os aeroportos é tarefa difícil e desaconselhável, já que o viajante que possui muita bagagem precisará subir e descer escadas gigantescas.

A RATP (empresa que controla o metrô de Paris) justifica a mobilidade limitada afirmando que o metrô de Paris é um dos mais antigos do mundo e que adaptar as estações custa caro e leva tempo.

Em 2005 uma lei de acessibilidade determinou que todos os transportes públicos da França fossem adaptados para pessoas com deficiência até 2015. Dez anos depois, a lei foi modificada e excluiu o metrô de Paris desta obrigação com a mesma desculpa de que não houve tempo e dinheiro suficientes para executar as obras de mobilidade necessárias nas estações. Esta desculpa é frequentemente contestada pela mídia francesa, que compara Paris  à Londres. Na capital britânica, todas as estações de metrô (algumas com a mesma idade das de Paris) são 100% acessíveis.

Atualmente, apenas a linha 14 do metrô de Paris possui 100% de acessibilidade. Mesmo assim, os jornais franceses denunciam que na estação Olympiades (uma das mais importantes) as escadas rolantes e elevadores vivem com defeito. 

Paris possui 303 estações de metrô (algumas estações são gigantescas) para 280 elevadores no total (cujo boa parte não funciona ou vive em pane). 

E você, o que acha da acessibilidade no metrô de Paris? Já teve dificuldades com malas ou com um amigo ou parente deficiente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário