segunda-feira, 5 de maio de 2014

Père-Lachaise, o cemitério das celebridades mundiais


Encravado do 20º arrondissement de Paris, com edifícios residenciais ao redor e suas varandas viradas para dentro do cemitério (o que pra nós brasileiros pode ser algo bizarro), o Père-Lachaise é o mais célebre cemitério da cidade luz. 

Construído em 1804, possuía apenas 17 hectares e contabilizava 2000 túmulos em 1815. Hoje, o Père-Lachaise tem cerca de 75 hectares e mais de 70.000 túmulos, dentre eles, de famosos escritores, políticos, poetas, artistas, filósofos, cantores, etc. É o cemitério das celebridades mundiais. 

Visitando o Père-Lachaise, você encontra túmulos de cantores como Jim Morrison e Edith Piaf; escritores como Oscar Wild e Proust; pintores como Eugène Delacroix e Marx Ernst; dramaturgos como Molière; pensadores como Auguste Compte e Balzac, entre centenas e mais centenas de célebres franceses e internacionais.

Monumento aos Mortos
O Cemitério Père-Lachaise é também um museu ao ar livre, com centenas de esculturas e obras de arte, como o "Monumento aos Mortos", de Albert Batholome, que simboliza a passagem da vida para morte. Para mim uma das esculturas que mais chama atenção.

Para visitar o Père-Lachaise a dica é chegar cedo e aproveitar os dias de sol. A entrada é gratuita e você pode pedir na recepção do cemitério um plano que indica onde estão localizados todos os túmulos célebres. Tudo é bem sinalizado e organizado.

Dica: se for visitar Edith Piaf, não espere encontrar um túmulo grande. A musa da música francesa foi enterrada num pequeno espaço, no meio de outras centenas de tumbas, o que dificulta um pouco encontrar o local exato. Portanto, seja persistente.

Outra curiosidade diz respeito ao túmulo do roqueiro Jim Morrison, que é o único cercado e bem vigiado, com guardas a paisana e câmaras para evitar depredações, pois os fãs mais radicais pichavam e tiravam pedaços da tumba para levar de recordação, o que deixou o local (e túmulos ao redor) bastante degradados. Isso sem falar no risco de profanação, por isso toda esta vigilância.

Ah! E você sabia que o túmulo mais visitado pelos brasileiros é o de Allan Kardec, criador do espiritismo? Sabia também que o pintor brasileiro que se destacou no Romantismo, Horácio da Hora, também está enterrado no Père-Lachaise? Então tire o dia (ou algumas horas) e descubra ainda mais durante sua visita. Vale super a pena! 



Cemitério Père-Lachaise
16 rue du Repos 75020 Paris
Gratuito
Horário: 8h00 às 18h00 (fecha meia hora antes no período de inverno)

Metrô: Linha 2 (estação Philippe Auguste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário