sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Após traição, ex-companheira se vinga de presidente da França

Entre as declarações polêmicas, Valérie diz que presidente Hollande chama os pobres de "desdentados"

Valérie Trierweiler e o presidente francês François Hollande
Dizem que a vingança é o um prato que se come frio. Pois bem, para a jornalista Valérie Trierweiler, ex-companheira do presidente francês, François Hollande, este dito popular nunca fez tanto sentido.

Companheira de Hollande por 14 anos, Valérie se viu envolvida num escândalo de traição, que deu o que falar em toda a França no início deste ano. Tudo começou, quando uma revista francesa de fofocas flagrou a relação do chefe de Estado com uma atriz. Abalada e decepcionada com a traição, Valérie (que não era casada oficialmente com Hollande), resolveu colocar um ponto final na relação e saiu de cena.

Oito meses depois, quando a crise já havia esfriado, Valérie volta com sua vingança: um livro chamado "Merci pour ce Moment" (Obrigada por este Momento) que faz revelações bombásticas da sua intimidade com o presidente. Num dos trechos mais polêmicos, a jornalista diz que o presidente socialista não gosta de pobres e que se refere aos menos favorecidos como "desdentados". Em outros trechos, Valérie descreve Hollande como um "homem frio, cínico e que se desumanizou após ser eleito presidente da França".  

As declarações caíram como uma bomba, justamente num momento sensível para o presidente, que enfrenta o mais alto nível de impopularidade da história da França. 

Hoje a tarde, questionado por jornalista a respeito do livro, Hollande declarou que qualquer tentativa de desconstruir sua reputação como político de esquerda é inadmissível e que ele trabalhou a vida inteira em favor dos desfavorecidos. 

Pelo menos por enquanto, não dá para afirmar a veracidade dos fatos descritos por Valérie, mas uma coisa é certa: todo este barraco está servindo para alavancar as vendas do livro, que foi lançado hoje com uma tiragem de 200 mil exemplares e já é um sucesso de vendas, com uma segunda edição já sendo impressa... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário