sexta-feira, 5 de setembro de 2014

França estaria mesmo pensando em vender Mona Lisa para pagar dívidas?

A notícia de que o governo francês estaria interessado em vender o famoso quadro do pintor Leonado da Vinci, a enigmática, Mona Lisa, está dando o que falar nesta semana em toda a imprensa internacional. A notícia partiu do site francês France24 e logo ganhou o mundo.

A publicação dizia que o governo da França estava cogitando vender a famosa obra para sanar a estrondosa dívida pública do país, que gira em torno de US$ 2 trilhões de dólares. A história ganhou ainda mais folego quando vários jornais começaram a divulgar incansavelmente que a França já vendeu toda a coleção de vinhos da adega do Palácio do Elysée, sede do governo francês, como forma de arrecadar fundos para sanar a dívida pública. 

Mas quanto vale a Mona Lisa? Esta história é mesmo verdadeira ou tudo não passa de especulação num difícil momento econômico e político da França? 

Respondendo a primeira pergunta, vários jornais falam em quantias astronômicas, que giram em torno de US$ 2 bilhões de dólares. Mas o fato é que uma obra de arte como a Mona Lisa, apreciada por todo o planeta, não tem valor estimado. 

Além disso, a lei francesa proíbe expressamente a venda do patrimônio cultural. Desta forma, caso haja interesse realmente do governo em vender a Mona Lisa, a lei precisaria ser modificada, o que dificilmente aconteceria, pois a maioria do povo francês seria contrário.

Pelo menos por enquanto, não existe nenhum perigo da França e do Museu do Louvre perderem a graça do sorriso enigmático da Gioconda. Um alívio também para os franceses e milhares de turistas que tem como passagem obrigatória a cidade de Paris, apenas para dar uma espiadinha na famosa pintura. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário