domingo, 5 de abril de 2015

8 dicas de onde aproveitar a primavera em Paris

Com o começo da primavera e o início da temporada de sol (mesmo que ainda fraquinho), as atividades ao ar livre são as preferidas dos parisienses. Programas no calor do lar e em museus, por exemplo, ficam um pouco em segundo plano, afinal, não é fácil ficar quase sem a luz e o calor do sol durante os 4 rigorosos meses de inverno (dezembro a março).

É neste início de primavera que os parisienses começam a desabrochar para uma nova forma de viver. O humor melhora, as pessoas sorriem, praticam esportes ao ar livre, se comunicam mais, lotam os terraços dos cafés em busca daquele sol leve e agradável da primavera. Paris fica mais feliz, mais leve, mais colorida e  perfumada pelo desabrochar das árvores e flores.

No início de abril ainda não dar para forrar uma toalha e se estirar com frequência nos gramados dos parques (o friozinho e a chuva nem sempre permite). Mas é possível pegar um sol nos diversos parques e praças de Paris nos dias mais quentes (entenda entre 14ºC a 18ºC, em média, nesta época). 

Nosso blog selecionou os lugares mais bacanas ao ar livre para você aproveitar este início de primavera. Confira:


Champ de Mars - este é o gramado mais visitado de Paris, pois fica ali pertinho do Trócadero e da Torre Eiffel. É mais frequentado por turistas e ideal para tomar um sol durante a primavera. 


Jardin des Tuileries - É um dos jardins mais bonitos de Paris. Fica pertinho do Louvre e da Place de la Concorde. São 25,5 hectares de muito verde e muitas esculturas e em pleno centro de Paris. É bastante frequentado por turistas, mas também por parisienses. Lá você encontra muita gente bonita e descolada. As árvores são espaçadas, existem duas belíssimas fontes com cadeiras ao redor, o que permite se estirar e pegar aquele solzinho básico de primavera.



Jardin de Luxembourg- Situado no bairro 6 de Paris, um dos mais chiques e tradicionais, o Jardim de Luxembourg é a sede do senado francês. Um pouco menor que o Tuileries, possui 23 hectares de pura beleza. É frequentado por turistas e usado como área de lazer da elite parisiense, que não hesita em praticar esportes no local.


Canal de Saint Martin - não está a fim de jardins e parques cheios de turistas? Que tal uma volta nas margens do Canal de Saint Martin? Com 4,56 km, o canal corta bairros boêmios de Paris, como Bastille e o bairro 10 e 11. É frequentado principalmente por jovens franceses cheios de estilo, que aproveitam o inicio da primavera para botar o papo em dia e pegar aquele sol. Se gosta de caminhar ou simplesmente sentar e ver gente, esta é uma boa opção! Ah! O Canal de Saint Martin é também muito frequentado durante a noite.


Parc de la Villette - Localizado no bairro 19 e perto de zonas populares da capital francesa, o Parc de la Villette é uma boa opção para quem deseja conhecer o "povão" e ver Paris por um ângulo diferente da área turística. O La Villette possui 55 hectares, é cortado pelo Canal do l'Ourq e Saint-Denis. Lá você encontra, além da vegetação e gramado gigantesco, museus, teatros, cinemas, restaurantes, bibliotecas, locais para exposições e a famosa Géode (um cinema com visão de 180 graus). O local é super limpo, seguro e organizado. Vale a pena visitar neste início de primavera e durante todo o verão.


Parc des Buttes-Chaumont - localizado na parte mais alta do bairro 19, o Buttes-Chaumont é o parque que você não pode deixar de ir nesta primavera. Frequentado, na sua grande maioria, por parisienses, o parque possui 25 hectares, divididos entre área verde e lagos. Do alto você tem uma vista privilegiada de alguns pontos de Paris. Além de tudo, é um local super romântico para visitar a dois nos dias de primavera...


Place de Voges - Se você não quer sair do centro de Paris, uma boa opção para aproveitar o sol da primavera é na elegante e aconchegante Place de Voges, localizada entre os bairros 4 e 3, bem pertinho do famoso Marais. Ela possui quase 18 metros quadrados e fica em frente a antiga casa do escritor e poeta frances Victor Hugo. Hoje a praça é famosa por suas galerias de arte e apartamentos de alto padrão ao seu redor, chamados "hôtels particuliers".


Bois de Vincennes - se o que você quer mesmo é sair da agitação de Paris, a solução pode ser dar uma volta no Bois de Vincennes, uma espécie de floresta urbana a poucos minutos de Paris e acessível através da linha 1 do metrô. São quase 1 mil hectares de área verde, com parques, lagos, zoológico e até um castelo e uma capela. O local é familiar e ideal para uma caminhada, a prática de esportes ou simplesmente se estirar nos gramados nos dias mais ensolarados. Como o Bois de Vincennes é muito grande, a dica que dou aos iniciantes é ficar na área mais próxima ao castelo. Aos aventureiros, que se percam nas trilhas e aproveitem a a natureza exuberante europeia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário