domingo, 19 de julho de 2015

As fontes de água potável, incluindo com gás, de Paris

As Fontaines Wallace, em forma de esculturas, são as mais comuns e charmosas de Paris
Muita gente não sabe que Paris possui mais de 119 fontes de água potável. Elas estão espalhadas pelos 20 bairros da capital francesa e a água pode ser bebida sem nenhum medo, pois a qualidade é controlada quase que diariamente. 

As fontes de água potável começaram a ser construídas durante a idade média em Paris, época a qual não existia rede de distribuição como conhecemos hoje. Para se servir do líquido precioso, os parisienses durante séculos precisaram  sair de suas casas e ir até as fontes, que eram alimentadas por aquedutos ou desviadas do rio Sena ou pequenos riachos.

Fonte no bairro 19 de Paris
Hoje em dia, as fontes (inclusive as antigas) estão ligadas à rede de distribuição. São cerca de 119, que oferecem água potável aos moradores e turistas. Basta chegar, encher a garrafinha e matar a sede. É de graça!

Você encontra várias destas fontes em locais conhecidos, como em frente a prefeitura de Paris (Hôtel de Ville), perto de Notre Dame, do Louvre, do Jardin de Luxembourg, das Tuilleries, em Montmartre, e até mesmo perto da Torre Eiffel. Algumas são em forma de torneirinha e outras são mais antigas, as chamadas "Fontaines Wallace", ou seja, fontes em forma de lindas estátuas, algumas do século XVIII. 

E tem mais! Desde 2010 a prefeitura de Paris vem implementando um projeto para espalhar fontes de água com gás por toda a cidade. Hoje, já existem 6 desde tipo, onde você pode ser servir gratuitamente. As fontes de água com gás podem ser encontradas na entrada do Parc André Citroën; no Jardim d'Eoli; nas Berges do Seine; no Parc Martin Luther King, no Jardin de Reuilly e a última na rue Neuve-Tolbiac, no número 19. 

Fonte de água com gás em Paris

E para saber onde encontrar a fonte mais perto de você em Paris, clique aqui para conferir no mapa.

Se gostou desta postagem, não deixe de nos seguir no Facebook clicando aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário