segunda-feira, 22 de abril de 2019

Espaço naturista reabre em Paris para verão 2019

Uma das entradas do espaço naturista no Bois de Vincennes, em Paris.
Sem muito alarde, pelo 3º ano consecutivo, foi reaberto no último dia 13 de abril, o espaço naturista no Bois de Vincennes, em Paris. São 7.300 metros quadrados dedicados ao naturismo dentro da capital francesa. Nosso blog foi conferi de perto o espaço e conta tudo para você nesta postagem.

Para começar, o espaço naturista está dentro de uma clareira, entre os caminhos "allée Royale" e a rota "Dauphine". Pegando a linha 1 do metrô, basta seguir pela Route Royale, após as muralhas do Castelo de Vincennes. Do castelo até o local são mais ou menos 2 quilômetros de caminhada. A localização exata você encontra clicando aqui

Chegando lá, constatei um enorme espaço verde, com grama e cercado por um bosque. O local, apesar de ser de fácil acesso, está bem protegido do olhar de curiosos (mesmo assim alguns deles passam fingindo estar meio perdidos, mas nada que incomode). Quase 100% dos frequentadores estavam pelados, mas pode-se frequentar a área vestido, sem qualquer problema. 

Quanto ao público é mixto, mas a esmagadora maioria é composto de homens gays. Talvez o público gay predomine em virtude deste espaço já ter sido uma área gay não oficial dentro do bosque de Vincennes. Com a abertura do espaço naturista, o público LGBT, que já se bronzeava nesta clareira (de roupa) simplesmente se apropriou de um espaço que já lhes "pertencia". 

Com relação à infraestrutura, achei um pouco improvisada. Faltam duchas e lixeiras, por exemplo. Como o local é um pouco isolado é preciso levar bastante água e algo para comer caso pense passar o dia. Acredito que pelo menos uma fonte de água potável deveria ser instalada no local. Mas por enquanto, nenhuma previsão por parte da prefeitura de Paris. 
Com relação a segurança, achei muito tranquilo. Apesar não ver nenhum policial por lá, as autoridades informam que rondas acontecem com frequência.  Acredito que a ausência da policia foi porque estive lá num sábado e todo o contingente estava concentrado na manifestação dos coletes amarelos, que acontecia em Paris. 

Já a minha experiência pelado no Bois de Vincennes, posso dizer que foi agradável e muito tranquila, tirando o ponto da falta de duchas. Um banho para refrescar depois de 1 hora e meia de sol não seria nada mal! 

Preferi não filmar o espaço nem tirar fotos por uma questão de privacidade, mas o vídeo abaixo, publicado pela Veja há 3 anos (durante a inauguração), dá pra se ter uma noção de como é o local. Ah! vale lembrar que para este ano de 2019, o naturismo no bosque de Vincennes vai até o dia 13 de outubro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário