segunda-feira, 15 de abril de 2019

Incêndio atinge Catedral de Notre Dame de Paris

15 de abril de 2019. Por volta das 19h00, incêndio atinge a Catedral de Notre Dame de Paris
Noticia triste: A Catedral de Notre Dame de Paris, o monumento mais visitado da Europa, está neste momento ardendo em chamas. Não se sabe ainda as causas do incêndio, apenas que tudo começou por volta das 19h aqui em Paris. 

A emoção toma conta dos franceses neste momento, 856 anos de história estão sendo consumidos pelas chamas.

Até o momento não existem informações sobre vítimas. A imprensa e autoridades locais afirmam que assim que o alarme de incêndio foi acionado, toda a catedral foi evacuada. 

A Catedral de Notre Dame passava atualmente por trabalhos de restauração de todo o telhado, local onde o fogo começou. 

Toda a Île de la Cité, pequena ilha no meio do rio sena,  onde a catedral está localizada, foi evacuada. 

O QUE SE SABE ATÉ MOMENTO:

* Incêndio tomou conta do telhado da Catedral de Notre Dame por volta das 19h e se propagou rapidamente;

* O alarme de incêndio foi acionado e a catedral foi evacuada;

* A flecha de 96 metros de altura, construída na última restauração (1880) foi consumida pelo fogo e tombou aos olhos dos turistas;

* Informações não oficiais relatam que a coroa de espinho de Jesus Cristo, que era guardada dentro da catedral, foi salva:

* O presidente da república, Emmanuel Macron, cancelou a coletiva de imprensa marcada para hoje a noite, que anunciaria mudanças na política e na economia;

* Às 22h30, os bombeiros de Paris ainda não haviam conseguido controlar o fogo. Neste momento eles estão tentando salvar a estrutura da catedral, fortemente atingida pelas chamas;

* Existe risco de desabamento, mas nada confirmado oficialmente no momento. A estrutura da Catedral pode ter sido fortemente afetada;

* Imagens de drones, divulgadas agora a pouco (22h45) apontam que provavelmente as chamas atingiram a parte interna da catedral. 

Mais informações em breve. Abaixo vídeo com as principais imagens do incêndio, publicadas pelo Jornal Le Monde. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário