sábado, 2 de novembro de 2019

Quanto custa comprar ou alugar um imóvel em Paris?

Na conversão atual é preciso 45 mil reais para comprar apenas 1 metro quadrado na capital Francesa


Viver em Paris não está fácil nem mesmo para os franceses. Com a média do metro quadrado ultrapassando os 10 mil euros, muitos parisienses vem encontrando dificuldades para se alojar na capital francesa. 

Um estudo recente da associação "Notaires du Grand Paris", divulgada pelo Jornal Le Monde, revelou que em 10 anos, os imóveis em Paris se valorizaram 62% em alguns bairros. Em 2008, por exemplo, era possível comprar um apartamento de 50 metros quadrados em Paris por 200 mil euros (4 mil euros o m² no bairro mais popular) ou 400 mil euros (o dobro, num bairro mais nobre). 

Atualmente, para se adquirir os mesmos 50 metros quadrados, seria necessário desembolsar mais de 500 mil euros (o equivalente a 2 milhões em duzentos mil reais) por um simples studio num bairro popular, onde o  custa em média 10 mil euros . E a conta fica ainda mais salgada se o comprador se aproximar de bairros mais elitizados, como os bairros 6, 15 e 16, onde   pode ultrapassar facilmente os 14 mil. 

Alugar em Paris

Se comprar um imóvel na capital francesa está difícil, alugar também também pode ser um verdadeiro combate. Com  poucos apartamentos disponíveis, se tornar locatário de um imóvel de 31  custa em média 1.126 euros (mais de 5 mil reais), ou seja, 36 euros o metro quadrado, em média. 

Mais a conta pode ficar ainda mais salgada nos bairros mais centrais, como 2º, o 3º e o 8º arrondissement, onde o aluguel por   ultrapassa facilmente os 42 euros. 

Inflação imobiliária?

De acordo com especialistas, a alta nos preços em Paris não é uma novidade, pois eles vem progredindo há décadas, com uma aceleração nos últimos 10 anos. No ano passado, por exemplo, alguns bairros da capital francesa apresentaram alta de 8%. 

Paris é hoje uma das cidades mais importantes da Europa e o turismo é apontado como uma das causas da valorização dos imóveis parisienses. A chegada de sites de locação de imóveis, como o Airbnb, por exemplo, persuadiu muitos proprietários a locar seus imóveis para turistas. Como a procura e os ganhos são mais altos neste tipo de locação, os preços foram puxados para cima, forçando a prefeitura de Paris, há cerca de 4 anos a regulamentar o preço dos alugueis para priorizar os habitantes da capital. A medida até chegou a frear o aumento dos aluguéis, mas mesmo assim a valorização imobiliária continua a progredir.

Outra causa apontada pelos especialistas que pode explicar alta dos preços de 8% em um ano é a incerteza provocada pelo "Brexit". O mercado imobiliário parisiense vem constatando uma forte procura de cidadãos europeus que vivem em Londres, alavancando os preços para cima. 

Mas mesmo com estas altas, especialistas dizem que investir em Paris continua sendo um negócio seguro e que o setor imobiliário da cidade luz não apresenta sinais de "bolha", como há alguns anos na Espanha, pois o mercado na capital francesa sempre se comportou desta maneira, variando com altas e períodos de estagnação. 

E como os franceses fazem para comprar em Paris?

Com preços acima de seu poder de compra, muitos parisienses estão cruzando as fronteiras da periferia em busca de apartamentos maiores e com preços mais atrativos. Pequenas cidades como Pantin e Montreuil, no leste parisiense, viram suas populações aumentar  e mudar drasticamente com a chegada de novos moradores vindos da capital. 

Em Pantin, por exemplo, uma cidade banhada pelo Canal de l'Ourcq e colada ao bairro 19 da capital, o preço dos imóveis mais que duplicou em dez anos. Mesmo assim, continuam mais interessantes que em Paris, com o preço do metro quadrado girando em torno de 6 mil e quinhentos euros. 

Esta atratividade vem fazendo antigos moradores de Paris se instalarem em Pantin, antes conhecida como uma modesta cidade industrial, que durante os anos 80 e 90 era praticamente habitada por trabalhadores imigrantes. Estes parisienses buscam atratividade financeira, proximidade à capital e imóveis maiores, principalmente famílias com crianças, que precisam de espaço e apartamentos mais modernos, com parking e elevador, algo raro e caro de se ter em Paris intramuros. 

Além da proximidade com Paris, cidades como Pantin e Montreuil, contam com boa infraestrutura de transportes, sendo cobertas pelo metrô e trens, o que possibilita chegar ao centro da capital em menos de 20 minutos. 

Preço de compra do metro quadrado em Paris

Nenhum comentário:

Postar um comentário